how to create your own web page

JEJUM, SERÁ MESMO EFICIENTE E SAUDÁVEL?

nutricionista endurence

Muitas pessoas acreditam que ficar muito tempo sem ingerir senta pelo menos 12 horas de jejum (se você foi dormir à meia-noite alimento represente um ótimo caminho para a perda de gordura corporal, ou para “desintoxicar” o organismo. O que de fato ocorre quando ficamos seis horas ou mais sem ingerir alimentos? Nosso corpo responde a isso com grande eficiência. Diversos hormônios são secretados na corrente sanguínea com o intuito de preservar os tecidos mais nobres (tecido nervoso) e reduzir outros não tão impor- tantes naquela situação. Com isso teremos a redução da massa magra (principalmente massa muscular), que servirá de matéria-prima para o funcionamento do tecido nervoso.

É como se houvesse dentro de cada um de nós um grande administrador que reduz as despesas e aumenta a receita. A massa magra mais afetada com essa manobra é a muscular. Os músculos representam tecidos com grande demanda energética. Ao reduzir o seu tamanho, estaremos cortando despesas, utilizando a matéria-prima que o constitui para aumentar a receita. O jejum, muito comum em algumas religiões ou mesmo para pessoas que acreditam ser a forma ideal de redução da gordura corporal, se apresenta ao organismo como um grande abalo na homeostase energética. Isso pode acontecer em qualquer hora do dia. Imagine você acordando atrasado, saindo correndo de casa e chegando ao trabalho. Com muita sorte conseguirá ingerir algum alimento na hora do almoço. Isso representa por volta 12horas de jejum e almoçar ao meio-dia). Durante essas 12 horas seu organismo se viu obrigado a manter a concentração de glicose sanguínea, mesmo tendo saído do repouso (sono) para o período ativo de trabalho. 

::Quais são as conseqüências do jejum?
• Sua capacidade de concentração será reduzida 
• Redução da capacidade cognitiva. Isso quer dizer que você levará mais tempo para resolver uma tarefa simples quando comparado ao estado alimentado. 
• A cada vez que repetir o jejum, o organismo irá estimular o aumento das reservas de gordura corporal. 
• Você terá redução significativa da massa magra (especialmente da massa muscular). Outra situação ainda mais drástica é a do indivíduo que acorda em jejum e em seguida se submete a uma atividade física. Nesse caso, além das conseqüências já citadas, que serão potencialmente exa- cerbadas, teremos ainda o risco de hipoglicemia (redução da con- centração de glicose do sangue), que pode resultar em perda mo- mentânea da consciência e/ou dos sentidos. 

:: Para uma melhor performance, siga as indicações: 
• Evite períodos longos sem a ingestão de alimentos. 
• Consuma uma fruta ou suco entre as refeições principais. 
• O desjejum (café da manhã) é fundamental para romper o jejum noturno e não gerar mal-estar . 
• Evite o consumo de grande quantidade de alimentos no jantar, pois a digestão dessa refeição se estenderá até o sono. Assim, consuma também à noite alimentos de fácil digestão (evite alimentos gordurosos e/ou pesados). 
• Se após o jantar o período até o sono for maior que três horas, faça um lanche da noite. Com isso, o espaço de tempo até o café da manhã será reduzido e estará evitando um grande period jejum. 


Texto elaborado por: Bianca Magnelli Nutricionista Esportiva, graduada pela Faculdade de Saúde Pública da USP 
Endereço

Av. Moaci, 857 - Moema
São Paulo - SP
Próximo ao metrô Eucaliptos e
Shopping Ibirapuera


Contatos

nutricionista@nutricionistasp.com 
Telefone: (11) 5535-3242 
Whatsapp: (11) 97232-7220

Links

www.nutricionistaesportivo.com